“Blue Jay”, by Alex Lehmann



Vc faz a linha romântico?

Se a resposta for SIM, então “Blue Jay” não irá lhe decepcionar.

Caso contrário, nem assista.

O filme não foi feito pra quem torce o nariz pra assuntos relacionados ao amor.

Porque esse é a força que move a nova película de Alex Lehmann.

O diretor filma tudo num P&B que só torna a sofrida história de amor ainda mais intensa.

Amanda e Jim formavam um casal perfeito na época de high school.

Algo aconteceu que tornou a separação inevitável.

Os ex-namorados se cruzam num supermercado e aceitam passar um dia falando sobre o tempo que viveram juntos.

Durantes os minutos de exibição somos cúmplices de um reencontro que mergulha nas verdades e mentiras vividas pelos personagens.

Está claro que ambos ainda não conseguiram superar o rompimento.

Jim  vive sob as lembranças da feliz juventude.

Enquanto Amanda parece ter superado tudo com um casamento feliz.

No entanto, o espectador vai aos poucos desvendando as realidades que o casal tenta ocultar um do outro.

“Blue Jay” é absurdamente delicioso.

É inegável a química entre Sarah Paulson e Mark Duplass.



Como não se render ao encanto do casal?

Eu fiquei totalmente emotiva, terminei o filme chorando e rindo.

“Blue Jay” serve aos corações mais sensíveis.

Lamento pelos amargos de plantão.

O amor dói e cativa.

Disponível na Netflix.


Share on Google Plus

About Cláudia Pereira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário