“Estrelas Além do Tempo”, by Theodore Melfi




O péssimo título nacional não consegue estragar o prazer de assistir a “Hidden Figures”.

Claro que os exibidores locais precisam deixar tudo bem mastigadinho pro público tupiniquim.

"Estrelas Além do Tempo” fala sobre superação racial, inteligência e a ida do homem à lua.

Tudo isso com a dose certa de drama, comédia e seriedade.

O mais interessante é saber que a história real foi exatamente do jeito que é contada aqui.

Mesmo que isso pareça ruim, não vamos esquecer que as três protagonista calaram a boca de muito 
marmanjo babaca ao serem peças essenciais na missão espacial.

Katherine G. Johnson (Taraji P.Henson), Dorothy Vaughan (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe) eram amigas e trabalhavam juntas na NASA.




As três sentiram na pele toda a limitação da segregação social.

Mesmo que velada, a intolerância estava presente em todos os lugares.

Na NASA não era nada diferente.

Foi preciso muita insistência para que elas fossem reconhecidas e obtivessem o mesmo direito dos demais.

O diretor Theodore Melfi ganha pontos ao fazer um filme leve, que toca num assunto espinhoso sem soar agressivo.

Pelo contrário, mesmo tendo vidas tão difíceis, as personagens fazem questão de manterem a autoconfiança, seguindo adiante num mundo machista e conservador.

O trio de atrizes possuem um carisma cativante.

Taraji P. Henson tem uma cena memorável em que mostra todo a sua versatilidade.



Octavia Spencer atua mais discretamente, e por isso mesmo, deixa sua marca de grande atriz.





Janelle Monáe se sai bem, mostrando que tem uma promissora carreira artística pela frente.



Esqueça o personagem insosso de Kevin Coster e afins.

“Estrelas Além do Tempo” diverte e encanta sem nenhuma pretensão.

O diretor quis fazer um filme falando de algo aparentemente desconhecido de grande parte do público e teve uma grata surpresa.

Seu filme colocou até Rogue One atrás nas bilheterias.

De quebra, ainda tem suas atrizes concorrendo ao Oscar.

As três mulheres foram as primeiras afro-americanas a terem seu talento reconhecido pela NASA.

É muito bom sair do cinema com o sentimento de orgulho no peito.

Grande feito.

Grandes mulheres.







Share on Google Plus

About Cláudia Pereira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário