“Lion: Uma jornada para casa”, by Garth Davis



  
O australiano Garth Davis estreia na direção com “Lion: Uma jornada para casa”.

Apesar de alguns excessos sentimentaloides, o filme conseguiu o feito de ser indicado a seis categorias no Oscar.

Porém, não chegou a ser indicado como diretor.

Esse detalhe termina por explicar um pouco do que penso a respeito da produção.

“Lion” é o tipo de película que peca por ser convencional.

Todos os maneirismos feitos pra fazer a  plateia chorar  foram postos em prática por Davis.

Saroo (Sunny Pawar) é um garotinho que se perde do irmão numa estação de trem em Calcutá.




O garoto vaga por meses pelas ruas da cidade.

Enfrenta a fome, a violência e o assédio.

Acaba sendo regatado para um abrigo e logo é adotado por um casal de australianos.

Logo no  início do filme somos capturados pela interpretação apaixonante de Sunny Pawar.

A  interpretação singela do jovem ator é a melhor coisa do filme.

Pena que ele cresça e se transforme em Dev Patel.




O filme perde a força e vira propaganda do Google Earth.

Pois foi através do aplicativo que Saroo adulto (Dev Patel) conseguiu reencontrar a família de sangue perdida há tantos anos.

Vale ressaltar que o rapaz cresce forte, sadio e bem sucedido financeiramente.

A mãe (Nicole Kidman) lhe deu mais que amor, lhe deu uma identidade própria.

O problema é que as sequências da busca de Saroo pela família são repletas de todos os clichês possíveis.

Tem música pra emocionar.

Tem lágrima pra comover.

E tem imagens do Google numa propaganda nada gratuita.

Não vi nenhuma grande performance de Dev Patel.

O rapaz cresceu, ficou bonito mesmo, atlético.

Mas não consigo encontra ainda nada que reflita um raro talento.

No entanto, é ótimo ver Nicole Kidman voltando a atuar com grande emoção.




Sua personagem foge das últimas interpretações xoxas feitas por ela.

Cabe ao pequeno Sunny Pawar o dever de nos deixar totalmente amolecidos.

“Lion: Uma jornada para casa” é um drama típico que irá agradar à plateia mais comportada.

A história verídica  foi ambientada com todos os tiques usados pra causar emoção.

Apenas agradável e esquecível. 
Share on Google Plus

About Cláudia Pereira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário